Corinthians e Palmeiras ficam no 0x0, na ida da final

A finalíssima acontece no sábado, à partir de 16h30

Foto: CÉSAR GRECO
Corinthians e Palmeiras ficam no 0x0, na ida da final
Lance de Palmeiras x Corinthians

GAZETA ESPORTIVA

Diferente dos últimos encontros entre as duas equipes, desta vez o equilíbrio prevaleceu quase todo o tempo. Corinthians e Palmeiras entraram em campo cientes de que ainda teriam mais 90 minutos em disputa após o término do clássico desta quarta e este fato, pelo jeito, pautou as estratégias de Tiago nunes e Vanderlei Luxemburgo.

Sem a bola, tanto um como o outro, recuavam sem a menor vergonha. A proteção valia mais do que qualquer ousadia. Desta maneira, as defesas frustraram praticamente todas as jogadas de ataque.

O primeiro tempo reservou as duas melhores oportunidades de gol do jogo, ambas alvinegras e oriundas a partir de lançamentos de Luan. Ramiro perdeu a sua chance, quase que cara a cara, livre, dentro da área. E Mateus Vital parou em excelente devesa de Weverton.

O Palmeiras, porém, melhorou pouco antes do intervalo e ampliou seu domínio no início do segundo tempo. Os mandantes demoraram para reagir, mas passaram pelo momento de sufoco e reequilibraram a disputa. Independente disso, os goleiros se tornaram meros expectadores até o apito final.

Agora é esperar até a finalíssima, na casa alviverde, neste sábado, às 16h30.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 0 x 0 PALMEIRAS

Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Data: 5 de agosto de 2020, quarta-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus
Assistentes: Neuza Ines Back e Daniel Paulo Ziolli
VAR: Thiago Duarte Peixoto
Cartões amarelos: Vital, Avelar, Jô, Ramiro (COR); Rony (PAL)
Público e renda: Não foi permitida a entrada de público.

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Gil, Danilo Avelar e Carlos; Éderson (Cantillo), Gabriel e Luan (Araos); Ramiro, Mateus Vital (Léo Natel) e Jô
Técnico: Tiago Nunes

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Viña; Patrick de Paula, Ramires (Bruno Henrique) e Gabriel Menino (Raphael Veiga); Rony (Ivan Angulo), Zé Rafael (Gustavo Scarpa) e Luiz Adriano (Willian)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo