Clubes da LFP rejeitam a proposta de acordo e segue parada a Série Ouro

Os clubes não aceitaram trocar os árbitros de seu quadro próprio pelos oficiais de arbitragem

Foto: REPRODUÇÃO

EDILSON OLIVEIRA

Os treze times que disputam o campeonato da Liga Futsal Paraná (LFP) rejeitaram a proposta da Federação Paranaense de Futebol de Salão (FPFS) e por sete votos a seis não aceitaram trocar os árbitros de seu quadro próprio pelos oficiais de arbitragem federados, ligados a Assofutsal.

Esta era a condição para que fosse determinada as extinções das multas e suspensões dos times que jogam a competição não chancelada pela Federação. Se ficar valendo a decisão anterior a Série Ouro do campeonato estadual deve prosseguir com apenas quatro dos quatorze times inscritos.

Na reunião realizada na manhã desta quinta-feira, contrários ao acordo votaram as equipes do Cascavel Futsal, Marechal, Maringá, Marreco, Medianeira, Siqueira Campos e Toledo. Favoráveis ao acordo com a Federação votaram Campo Mourão, Chopinzinho, Dois Vizinhos, Foz Cataratas, Palmas e São Miguel. 

A Série Ouro está paralisada desde o fim de outubro. Apenas quatro (Ampére, Pato, São José e Umuarama) dos quatorze times devem continuar a competição do campeonato estadual. Da Sérioe Prata, o São Miguel deve ser excluído das semi-finais e o Medianeira deve ser eliminado da Série Bronze. As treze equipes prometeram recorrer ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva para tentar reverter a decisão das suspensões.