Revelação de 16 anos brilha no Troféu Brasil

Filho de pai holandês e mãe brasileira, Steverink venceu a prova dos 400m medley com tempo de quatro minutos, 19 segundos e um centésimo, recorde juvenil

Foto: DIVULGAÇÃO
Revelação de 16 anos brilha no Troféu Brasil
Stephen Steverink tem apenas 16 anos

 Stephen Steverink tem apenas 16 anos, mas foi o principal nome do primeiro dia do Troféu Brasil de Natação, campeonato nacional da modalidade, que começou na quarta-feira, no Parque Aquático do Vasco da Gama, em São Januário, no Rio de Janeiro. 

Filho de pai holandês e mãe brasileira, Steverink venceu a prova dos 400m medley com tempo de quatro minutos, 19 segundos e um centésimo. A marca dele é o novo recorde nacional da categoria juvenil 2 (16 anos). O índice anterior havia sido estabelecido horas antes por ele próprio, na eliminatória.

“ESTOU MUITO FELIZ. ESTE É MEU PRIMEIRO PÓDIO DE TROFÉU BRASIL E LOGO UMA MEDALHA DE OURO. ESTOU MUITO ORGULHOSO DO QUE FIZ AQUI HOJE. FOI MAIS UM PASSO PARA O ÍNDICE OLÍMPICO QUE EU DESEJO FAZER NA SELETIVA DO ANO QUE VEM”, COMENTOU O NADADOR DA AABB, EM ENTREVISTA AO SITE OFICIAL DA CBDA.

Steverink, que compete pela Associação Atlética Banco do Brasil (AABB) de São Paulo, tem dupla nacionalidade e é monitorado tanto pela natação brasileira como holandesa. Por aqui, superou recordes de atletas olímpicos do país por categorias menores, como Brandonn Almeida e o medalhista Thiago Pereira.

Na Holanda, ele também foi além de marcas alcançadas por nomes importantes do esporte local, como a dos 200m nado livre sub-13, cujo recorde pertencia a Pieter Van den Hoogenband, dono de três medalhas de ouro olímpicas.

Em outras provas, os nadadores que costumam defender a seleção brasileira se destacaram. Nos 100m borboleta masculino, Vinícius Lanza (Minas Tênis Clube) foi o vencedor.

Nos 800m livre masculino, a vitória foi do atual recordista sul-americano, Guilherme Costa (Minas). Na versão feminina dos 800m livre, Viviane Jungblut (Grêmio Náutico União) só ficou atrás da argentina Delfina Pignatiello, ouro nesta prova nos Jogos Pan-Americanos de Lima (Peru).