Atleta de Cascavel participa de Estágio de Treinamento da Confederação

A convocação aconteceu devido ao ótimo resultado conquistado em campeonatos brasileiros em 2019

Foto: RICARDO BUFOLIN
Atleta de Cascavel participa de Estágio de Treinamento da Confederação
A ginasta Giovana Souza no estágio com a auxiliar técnica da seleção brasileira

ANA BEATRIZ PACHECO

No começo deste mês, a ginasta Giovana Souza e a treinadora Margarete Oliveira participaram do II Estágio de Treinamento – 13 e 14 anos, na sede da seleção brasileira de ginástica rítmica, no Centro de Treinamento, em Aracaju, em Sergipe.

A atleta e a treinadora são do Clube Tuiuti, de Cascavel e viajaram no dia cinco, para as atividades do estágio entre os dias seis e quatorze de dezembro.

A ginastas e a técnica foram convidadas a participar da ação por conta do ótimo resultado que obtiveram em campeonatos brasileiros em 2019. No total, participaram 21 ginastas de todo o país.

Segundo Márcia Aversani, presidente da Federação Paranaense de Ginástica e coordenadora da ação, o objetivo do estágio foi oportunizar a troca entre as ginastas e treinadores brasileiros e a preparação para campeonatos internacionais que serão realizados em 2021. “O intuito foi reforçar o trabalho de preparação física e técnica para os Campeonatos Pan-Americano e Sul-Americano da categoria e, em especial, potencializar as ginastas que poderão nos representar nos Jogos Pan-Americanos Júnior”, contou.

Segundo a treinadora Margarete Oliveira, é uma experiência incrível para todos. “As ginastas podem estar em contato direto e ter a experiência de treinar no mesmo Centro de Treinamento que a seleção brasileira. Com certeza motiva muito. Já tivemos a oportunidade de participar da primeira edição e foi uma experiência maravilhosa. Ter novamente essa chance foi muito gratificante, porque já sabíamos do nível e da qualidade da ação”, contou.

Segundo a treinadora Margarete Oliveira, é uma experiência incrível para todos. “As ginastas podem estar em contato direto e ter a experiência de treinar no mesmo Centro de Treinamento que a seleção brasileira. Com certeza motiva muito. Já tivemos a oportunidade de participar da primeira edição e foi uma experiência maravilhosa. Ter novamente essa chance foi muito gratificante, porque já sabíamos do nível e da qualidade da ação”, contou.

Fernanda Heinemann e Maria Eduarda Alexandre, da Associação Toledana (Toledo) com a treinadora Solange Paludo; Gabryela da Rocha, Isadora de Oliveira e Luiza Pugliese, com a treinadora Kareen Priscilla, do Clube Agir (Curitiba); e Júlia Beatriz Kurunczi e Julia Castro, da ADR Unopar (Londrina), com a treinadora Juliana Coradine.

Agora, o foco das ginastas é conquistar as vagas nos campeonatos internacionais de 2021. “Terminar o ano com essa iniciativa foi como uma luz no fim do túnel, uma esperança em um ano tão turbulento. Era o que precisávamos para entrar animados em 2021 e nos motivar para continuar”, comemorou Margarete.

EXPERTISE DO PARANÁ

Outra treinadora paranaense presente na ação foi Márcia Naves, técnica da ginasta Barbara Domingos, medalhista pan-americana e atleta da seleção individual de ginástica rítmica. Márcia participou como professora expert do curso, ao lado de outras profissionais do Paraná: Márcia Aversani (presidente da Federação Paranaense de Ginástica), Juliana Coradine (treinadora da categoria juvenil da ADR Unopar), Camila Ferezin (treinadora da seleção brasileira de conjunto), e Bruna Marttins (auxiliar técnica da seleção brasileira de conjunto).

Para que a ação acontecesse de forma segura, todos os participantes fizeram teste para o coronavírus e foram mantidas todas as medidas de segurança segundo recomendações da Organização Mundial da Saúde.

O Paraná foi o Estado com mais participantes: 9 ginastas e 4 treinadoras, além de ter professoras palestrantes na ação.