Com 50 m costas e 4 x 100 m, Victor Baganha chega a três ouros

Depois de três dias de natação, o Brasil soma sete medalhas de ouro, nove de prata e doze de bronze

Foto: SATIRO SODRÉ
Com 50 m costas e 4 x 100 m, Victor Baganha chega a três ouros
Vitor Baganha, nadador da seleção brasileira

OLIMPÍADA TODO DIA

Depois de ganhar a prova dos 50 metros nado borboleta, na quarta-feira, o nadador Victor Baganha conquistou seu segundo ao vencer os 100 metros do mesmo estilo, nesta quinta-feira, com o tempo de 53s40.

A tarcera medalha de ouro aconteceu logo em seguida, quando ele fez parte da equipe que subiu no lugar mais alto do pódio no revezamento 4 x 100 m masculino. Essas duas vitórias, porém, não foram as únicas medalhas da natação nesta noite para o Brasil, que também mais duas pratas e três bronzes nesta noite pelo Sul-Americano de esportes aquáticos.

Depois de três dias de natação, o Brasil soma sete ouros, nove pratas e 12 bronzes na modalidade. Alé disso, o país conquistou um ouro  duas pratas no nado artistico, chegando ao total de oito vitórias, onze segundos lugares e doze terceiros no quadro geral do Campeonato Sul-Americano de esportes aquáticos.

Depois de fazer 53s40 nas eliminatórias, Victor Baganha baixou em nove décimos seu tempo na final dos 100 m borboleta para faturar a medalha de ouro. Otaiza Hernandez, da Venezuela, ficou com a prata com a marca de 53s65.

Pouco após os 100 m borboleta, Victor Baganha voltou à piscina para ajudar o revezamento 4x100m livre a conquistar mais um ouro ao lado de Victor Alcará, Guilherme Caribé e Lucas Peixoto.


Vitória do 4 x 100 m livre manteve a tradição do Brasil na prova

“Estou muito feliz com a minha participação no campeonato. São minhas primeiras medalhas em Sul-Americano absoluto, então é muito gratificante poder representar o Brasil desta maneira. Não atingi meus melhores tempos, mas tenho a certeza que dei meu melhor e consegui sair muito satisfeito”, disse Victor Baganha.

Além das duas vitórias, o Brasil comemorou uma dobradinha nos 200 m costas feminino com Maria Luiza Pessanha com a medalha de prata com 2min16s46 e Alexia Assunção com a de bronze com 2min17s19.

Nos 1500 m livre, Pedro Guastelli foi prata com o tempo de 15min33s16, enquanto Luana Oliveira ficou com a medalha de bronze nos 100 m borboleta com 1min00s61.