Nadador ganha a ducentésima vaga brasileira para Tóquio

Bruno Fratus vai para sua terceira Olimpíada.

Foto: SATIRO SODRÉ
Nadador ganha a ducentésima vaga brasileira para Tóquio
Bruino Fratus, nadador brasileiro

SURTO OLÍMPICO

O nadador Bruno Fratus venceu os 50m livre , com um tempo de 21.80, na TYR Pro Swim Series, em Mission Viejo, na Califórnia. A marca está abaixo do índice “A” da Federação Internacional de Natação (FINA) e garante ao brasileiro uma vaga nos Jogos Olímpicos. Com o resultado, o Brasil chega a 200 atletas classificados a Tóquio 2020.

A Seletiva Olímpica da Natação do Brasil vai ser disputada entre 19 e 24 de abril, no Parque Aquático Maria Lenk, no Rio de Janeiro. Mas a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) autorizou Fratus a fazer sua seletiva olímpica nos EUA, onde mora.
Agora o nadador tem que torcer para que os dois primeiros colocados na seletiva não façam tempos melhores que o seu. Mesmo assim, o Brasil já tem garantido um representante nos 50m livre masculino em Tóquio.

Fratus competiu há quatro dias contra o norte-americano Caleb Dressel, que deve ser seu principal adversário em Tóquio. Dressel fez uma saída melhor com um tempo de reação oito centésimos mais rápido do que o brasileiro. Mas Fratus tirou a diferença durante a prova para terminar na primeira posição com um tempo de 21.80, seguido de Dressel em segundo com 21.83. O terceiro lugar da prova foi de Michael Andrew (EUA) com 22.13.


“A decisão da confederação chegou em cima da hora. Então eu tive que me apressar e fazer o polimento o mais rápido possível. Depois de toda a crise da Covid e ter a piscina fechada, é um bom resultado e estou feliz com ele”, disse Fratus em entrevista à transmissão do Olympic Channel.

Também inscrito para a prova dos 100m livre masculino, Fratus pode tentar uma vaga olímpica no evento individual ou no revezamento 4x100m livre. Michelle Lenhardt, sua treinadora e esposa, disse em live no instagram do Swim Channel, que ainda iriam avaliar se ele vai nadar as preliminares que estão previstas para a noite deste sábado. “A prioridade é os 50m, mas com aquele coração apertado pelo revezamento. É uma prova muito especial. O Bruno tem uma liderança positiva na equipe e quer sempre agregar para que todo mundo nade mais rápido para trazer sempre a medalha para o Brasil”.

Foi a terceira vez que Fratus e Dressel se enfrentaram e a primeira com vitória do brasileiro. Os confrontos anteriores foram nos Mundiais de 2017 e 2019, quando Caleb Dressel ficou com o ouro e Bruno Fratus com a prata.

Bruno Fratus vai para sua terceira Olimpíada. Ficou em quarto lugar nos 50m livre em Londres 2012 e em sexto na Rio 2016. Em Campeonatos Mundiais, são duas medalhas de prata (2017 e 2019) e uma de bronze (2015) nos 50m livre, além de uma prata com o revezamento 4x100m livre, em 2017.