Nas Olimpíadas, o Projeto Londrina Atletismo tem Tatiane Raquel Silva

Tatiane vai disputar a prova dos 3000 metros com obstáculos

Foto: ARQUIVO
Nas Olimpíadas, o Projeto Londrina Atletismo tem Tatiane Raquel Silva
Tatiane Raquel Silva, atleta do Projeto Londrina Atletismo

RAFAEL RIBEIRO / PAIQUERÊ FM 

30 de junho de 2021. Um dia histórico para o Projeto Londrina Atletismo. Diaa em que o sonho de ser um atleta olímpico enfim tornou-se realidade uma atleta londrinense. Formada na equipe Londrina/FEL/IPEC, Tatiane Raquel Silva, 31, foi convocada pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) para integrar a delegação brasileira que vai representar a modalidade nos Jogos Olímpicos de Tóquio, que começam neste dia 23 de julho, na capital japonesa.

A oficialização da ida a Tóquio representa o maior feito da carreira da londrinense, que há anos sonha com esse chamado. “É uma coisa que não tem nem muito como explicar. É uma emoção enorme. Aquele sonho que a gente tem desde criança. Passa um filme na cabeça, desde o primeiro dia que entrei numa pista de atletismo e hoje me tornando oficialmente uma atleta olímpica, para representar o meu país. É gratificante demais, a certeza de que todo esforço valeu muito a pena”, disse, emocionada, Tatiane.

Melhor atleta do Brasil nos 3000 metros com obstáculos há alguns anos, Tatiane Raquel da Silva bateu na trave e por segundos não conseguiu a marca para ir ao Rio-2016. Mas ela não desistiu. Intensificou os treinos, participou de campings e treinamentos fora do país e conseguiu somar os pontos necessários no ranking mundial para estar na delegação brasileira que vai a Tóquio. Na atualização da lista mundial, divulgada na manhã de hoje (30), ela aparece na 17ª colocação, com 1230 pontos.

Londrinense Tatiane Raquel conquista o bronze no Meeting de Madri

Tatiane Raquel Silva iniciou sua carreira esportiva no Projeto Londrina Atletismo aos 12 anos, descoberta num dos polos da equipe. O biotipo para provas de longa distância logo foi identificado pela comissão técnica. Pelas mãos do técnico José Eugênio Zaninelli, ela deu os primeiros passos no atletismo. Já sob a orientação de Gilberto Miranda veio primeiro título de Troféu Brasil, em 2012: "É uma felicidade muito grande ver uma atleta que começou e tem uma história linda conosco chegando ao auge de uma convocação olímpica. Fruto de um trabalho que envolve equipe, dedicação, suor. Tatiane sempre foi uma atleta muito dedicada e merece estar onde chegou”, destacou o técnico Gilberto Miranda.

Para Tatiane, o apoio e trabalho da equipe londrinense foram fundamentais para alcançar esse feito. “Londrina pra mim é o berço de tudo. É onde nasci, cresci e me transformei na atleta que sou hoje. Representar Londrina na olimpíada hoje pra mim é imensurável, uma alegria tão grande poder retribuir tudo que fizeram por mim até hoje. Um sonho realizado, e através da equipe Londrina/FEL/IPEC, posso estar fazendo o que amo, toda estrutura que deram até hoje é só gratidão”, lembrou a atleta.

Perfil de Tatiane Raquel Silva:


31 anos

Começou no Projeto Londrina Atletismo aos 12 anos, pelas mãos do técnico José Eugênio Zaninelli

- 45 vezes campeã brasileira em diversas categorias

- 5 vezes campeã sul-americana

- Mais de 100 vezes campeã paranaense (diversas categorias)

- 4° e 6° lugar em pan-americanos

- Campeã Ibero-americana

- 10 vezes campeã do Troféu Brasil de Atletismo e atual recordista

- 14° lugar na São Silvestre (2019)

- 9° lugar no Mundial Universitário

- Atual tricampeã Sul-Americana